Acontece quando menos se espera.

b75cab69d62bbbe9_couple_love_kiss_kissing_people_eelboy-7a90b986339361150ff5234ea3e950be_h

 

É apenas uma história como tantas outras deste mundo tão normal e banal, tão especial e irreal. Ele é bom rapaz. Trabalhador, cumpridor, tem o jeito próprio das suas origens humildes, mas sempre uma piada ou brincadeira para dar. Desde que o conheci, sempre o mesmo jeito no trabalho. Não tem jeito para as mulheres. Se calhar por falta de sorte, se calhar por falta de pontaria. Ela é boa moça, humilde e trabalhadora, sensata e de valor. Com os homens, nem sempre foi de feição. Se calhar não valorizaram, muito provavelmente não atinaram. Eu sendo colega dele, e amigo dela, revia muito nas conversas de ambos, o quanto eram parecidos. Unidos na desilusão do sexo oposto, mas com valores algo semelhantes. Talvez algo na minha mente iluminou e pensou: “E que tal juntares ambos os jovens ?” . Será que iria ter a ousadia de fazer de cupido ? “E porque não?”, pensei eu. E assim foi. Fiz a conversa com um e com outro. Sugeri que bebessem um café, como é da praxe. O acto de beber café ( Nem sempre é café ), é tão nosso, um hábito tão regular, que mil e uma conversas nascem daí. E assim foi. De um café, veio outro café. De outra conversa, outra conversa. E as saídas. Um primeiro beijo. Uma viagem. A primeira entrega. E o ciclo natural da vida. Viverem juntos, casarem e actualmente desde desse café que parece longíquo, um bébe lindo com uns olhos maravilhosos, doce e meigo. Poderia ser uma qualquer história da imaginação de alguém. Mas é real. Aconteceu mesmo. E se aconteceu com quem estava desgostado da vida, irá acontecer contigo. Porque o destino acontece quando menos esperamos. Seja pela influência de um mero amigo, por uma conversa qualquer entre um grupo de conhecidos, ou pelo simples cruzar na rua. O Amor tem destas coisas, quando dizemos que não vamos pensar nele, lá surge esse cupido a fazer das suas e a levar os nossos corações para outros patamares de existência. Se aparecer a oportunidade, temos é de arriscar. Porque nunca sabemos quando pode voltar a acontecer. E se tiver de acontecer, já se sabe, é quando menos se espera. E neste caso da batida de dois corações magoados, surgiu o amor na forma de uma terceira batida. Isto é a Vida. Isto é o Amor.

Autor:

Aprendiz de Escritor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s